ATENÇÃO

Algumas atividades postadas neste Blog não são de minha autoria, tendo sido retiradas de várias fontes, tanto na Internet, quanto de livros. Caso encontrem aqui alguma atividade de sua autoria, ficarei imensamente feliz em dar os devidos créditos. Basta me enviarem comentários. Abraços!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

QUADRO VALOR DE LUGAR

COMBINADOS (5º ANO)

TEMOS DIREITO A:
•    Estudar em sala limpa e arejada;
•    Professores habilitados para ministrar aulas;
•    Participar e dar opinião nas aulas;
•    Merenda;
•    Tomar água e ir ao banheiro;
•    Brincar no recreio.




 






SOMOS RESPONSÁVEIS POR:
•    Chegar no horário;
•    Vir asseado para a escola (banho tomado, dentes escovados, unhas cortadas...);
•    Cuidar do material escolar e pertences trazidos à escola (dinheiro, celular...)









 









•    Zelar pela sala de aula e seus móveis;
•    Zelar pelas dependências da escola (banheiros, bebedouro, cantina, pátio...);
•    Respeitar os colegas e professores;
•    Copiar as matérias, fazer os exercícios e tarefas propostas;
•    Estudar para provas e testes;



•    Prestar atenção às explicações;
•    Após o lanche, devolver pratos, copos e talheres na cantina.

É PROIBIDO NA SALA DE AULA:
•    Celulares e fones de ouvido; 


•    Caixinhas de som, MP3 e similares;
•    Falar palavrões, brigar ou discutir com colegas e professores;


•    Trazer brinquedos ou brincar fora de hora dentro da sala;
•    Escrever nas carteiras ou paredes;

•    É proibido sair da sala sem permissão;
•    Lanchar em sala de aula;



•    Passear pela sala sem necessidade;
•    Conversas paralelas durante explicações;














•    Jogar lixo no chão.

 

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Atividades Diagnósticas de Língua Portuguesa





Dinâmica para introduzir direitos e deveres - ESTABELECER COMBINADOS

DA CONFUSÃO À ORDEM

Estas atividades são ideais para que a criança perceba a necessidade da organização para o bom desempenho das atividades. O professor pode, a partir da fala das crianças, levantarem algumas regras para a organização em sala de aula.

Pedir para que as crianças, todas ao mesmo tempo, cantarem uma música para o seu companheiro do lado (esta atividade gerará um caos); depois pedir a um aluno que cante a música dela para a classe. As crianças perceberão como o caos é desagradável e como a ordem tem um sentido.

O professor poderá levantar com as crianças outras situações vividas onde a organização é essencial.
Conversar com as crianças sobre o por que de se ter combinados (direitos e deveres) e o por que devemos cumpri-los.

Direitos e deveres
Estabelecer os famosos combinados pode evitar problemas e garantir um bom relacionamento ao longo do ano. Comece discutindo com a garotada o que espera do ano que se inicia e qual a melhor maneira de trabalhar em grupo para alcançar esses objetivos. Formule com todos (e escreva no quadro) a continuação das seguintes frases: "Temos direito a..." e "Somos todos responsáveis por...". Lembre-se de que a declaração de direitos e deveres deve ser inspirada nas normas gerais da escola - que os alunos precisam conhecer - e ser focada no que deve ser feito, e não no que é proibido. A etapa seguinte é descobrir o que as outras turmas da escola combinaram. A troca de informação, além de enriquecer os tratados feitos por eles, promove a integração com colegas de outras classes. Ao terminar, peça a cada um que copie os tratados e cole na agenda. Assim, o texto estará sempre à mão. Além disso, os estudantes podem produzir dois grandes cartazes em cartolina para pendurar na parede da classe.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Oração de volta às aulas

Dai-me, Senhor, o dom de ensinar,
Dai-me esta graça que vem do amor.

Mas, antes do ensinar, Senhor,
Dai-me o dom de aprender, escutar e compreender.

Que minhas palavras não firam e nem sejam dissimuladas,
Mas animem as faces de quem procura a luz.

Que a minha voz nunca assuste,
Mas seja a pregação da esperança.

Que eu aprenda que quem não me entende
Precisa ainda mais de mim,

Dai-me senhor paciência e criatividade
Para lidar com as mais diversas situações e atribulações.

E que este ano seja ainda melhor que o passado à minha profissão,
O que refletirá de forma positiva em meus queridos alunos.

Amem.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Só acredito vendo!!!

MEC distribuirá 600 mil tablets para professores
do ensino médio a partir do segundo semestre

Equipamentos devem começar a ser usados em 62.230 escolas públicas urbanas
Da Agência Brasil

http://i2.r7.com/aloizio-mercadante-hg-20120203.jpg 
Marcello Casal Jr/ABr

Para o ministro Aloizio Mercadante, o programa tem mais chances de sucesso se o professor dominar o equipamento e o seu uso, antes de chegar ao aluno.

O uso de tablet na rede pública de ensino vai começar pelos professores do ensino médio. A partir do segundo semestre, o MEC (Ministério da Educação) deve iniciar a distribuição dos equipamentos para 598.402 docentes.

Os primeiros da lista são os professores de escolas que já têm internet em alta velocidade (banda larga), que somam 58.700 unidades. A ideia é o computador portátil chegar a 62.230 escolas públicas urbanas.

Para o ministro Aloizio Mercadante, o programa tem mais chances de sucesso se o professor dominar o equipamento e o seu uso, antes de chegar ao aluno.

- A inclusão digital tem que começar pelo professor. Se ele não avançar, dificilmente a pedagogia vai avançar.

Cursos de capacitação presencial e a distância vão ser oferecidos ao professor, assim que o aparelho começar a ser distribuído.

Com o tablet, o professor poderá preparar as aulas, acessar a internet e consultar conteúdos disponíveis no equipamento - revistas pedagógicas, 60 livros de educadores, principais jornais do país e aulas de física, matemática, biologia e química da Khan Academy, organização não governamental que distribui aulas online usadas em todo o mundo.

As aulas preparadas no tablet, segundo o ministro, serão apresentadas por meio da lousa digital, espécie de retroprojetor combinado com computador, que muitas escolas já usam desde o ano passado. No decorrer de 2011, foram entregues 78 mil desses equipamentos.

Para o ministro, a tecnologia do tablet, em que os comandos podem ser acionados por meio de toques na tela, é mais “amigável” para leitura e acesso à internet em comparação a outros computadores.

Com a novidade, Mercadante espera também tornar a sala de aula mais atrativa para os adolescentes.

- O ensino médio é o grande nó da educação. Os indicadores não são bons e a evasão escolar é alta. A escola não está atrativa para o jovem. Esses equipamentos fazem parte do esforço para melhorar o ensino médio.


Para levar o tablet à sala de aula, o MEC irá desembolsar de R$ 150 milhões a R$ 180 milhões para comprar até 600 mil unidades este ano. Em dezembro passado, o ministério abriu licitação para a aquisição de 900 mil aparelhos de fabricação nacional, de 7 e 10 polegadas, com câmera, microfone e bateria de seis horas de duração.

O governo pagará quase R$ 300 pelo tablet de 7 polegadas e aproximadamente R$ 470, pelo de 10 polegadas. No mercado, conforme o ministério, o equipamento de 7 polegadas custa cerca de R$ 800.

Apesar do processo de compra ter sido iniciado no ano passado, Mercadante destaca o programa como uma de suas primeiras ações no comando do ministério.

- Esse programa foi desenhado nesse período que estou aqui.

O ministro explicou que a gestão do antecessor, Fernando Haddad, lançou o edital de compra para atender a pedidos de Estados e municípios.

As empresas Digibras e a Positivo venceram a licitação. O contrato deve ser fechado somente em abril, após o Inmetro avaliar se os produtos atendem às exigências do edital.

Depois de distribuir para os professores do ensino médio, o ministro quer entregar os aparelhos para os docentes do ensino fundamental. Ainda não há previsão sobre quando os alunos receberão o equipamento.

Apesar da chegada do tablet nas escolas, Mercadante garante que isso não significa o fim do Programa UCA (Um Computador por Aluno), que distribui laptop aos estudantes.

creditos: http://noticias.r7.com/vestibular-e-concursos/noticias/mec-distribuira-600-mil-tablets-para-professores-do-ensino-medio-20120203.html